Rádio Pico - Rádio Pico, Madalena 100.2, lado Sul 90.2 e lado Norte 107.7. Uma Voz no Atlântico! A tua Música, toda Informação, o Desporto Regional, Vídeos, Audionews e Fotografias, informações sobre a Ilha do Pico... e muito mais!
Pesquisar
Emissão online Rádio Pico - Clique aqui?  
No Ar:
Vai Tocar:
 
PRINCIPAL
 
INFORMAÇÃO
 
DESPORTO
 
MULTIMÉDIA
 
ILHA DO PICO
 
PICO TV
 
A RÁDIO PICO
Frequências Rádio Pico
 
Facebook You Tube Livestream Notícias em RSS  

 

Submarino da II Guerra Mundial afundado a sul do Pico vai receber classificação de património arqueológico

Garantia é do Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia

Submarino da II Guerra Mundial afundado a sul do Pico vai receber classificação de património arqueológico

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia anunciou que os destroços do submarino alemão ‘U-581’, afundado em 1942, a sul da ilha do Pico, vão ser classificados como património arqueológico subaquático pelo seu valor histórico e cultural, mas também pelo seu valor científico”.
Gui Meneses falava a bordo do catamaran Ada Rebikoff, depois de um mergulho no submersível ‘LULA 1000’ ao submarino alemão ‘U-581’, ao largo de São Mateus a quase 900 metros de profundidade.
Para além do valor histórico deste submarino, que representa a importância dos Açores no grande conflito mundial de 39-45, existe “muito interesse científico”, disse Gui Menezes, referindo que serão realizados trabalhos de investigação com base em amostras recolhidas dos organismos que, entretanto, se fixaram ao casco do submarino.
 Ao sabermos a data em que submarino foi afundado [fevereiro de 1942], ou seja, o ‘ponto zero’ da colonização por certos organismos, como corais e esponjas de águas frias, é possível saber a sua idade e a taxa de crescimento”.
Os destroços do ‘U-581’ foram encontrados o ano passado pela Fundação Rebikoff-Niggeler a bordo do ‘LULA 1000’.
Gui Menezes frisou a importância deste submersível enquanto “plataforma de investigação, com características operacionais únicas” para a documentação vídeo do mundo submerso e para a recolha de informação científica extremamente valiosa para o conhecimento do mar profundo dos Açores”.
O titular da pasta do Mar afirmou ainda que “a divulgação das imagens recolhidas pelo ‘LULA 1000’ permite ao grande público ter contacto com um mundo desconhecido, chamando a atenção para a riqueza dos nossos mares, que deve ser preservada”.
Sediada no Faial desde 1994, a Fundação Rebikoff-Niggeler é atualmente parceira do Governo dos Açores num projeto de monitorização de lixo marinho de fundo.

 
Visto: 392 vezes | Likes:
2017-09-12 00:00:00
 
 
 
Tamanho da Letra
Enviar Notícia
Vista de Impressão
 


 

© 2017 Radiodifusão Rádio Pico, CRL. Todos os Direitos Reservados.
Parceiro oficial Picoazores.com
Projecto Financiado pelo Programa Operacional Sociedade do Conhecimento
ContactosWebmasterPublicidade

Desenvolvido por